Buscar
  • Marco Turrini

HIIT: os benefícios fazer o treino que acelera a queima de gordura.

O HIIT (High Intensity Interval Training) ou treino intervalado de alta intensidade virou febre nos últimos anos pela proposta de oferecer sessões de exercícios mais curtas, que trazem resultados iguais e até superiores aos treinos moderados de longa duração.

O método consiste em alternar momentos de exercício de alta intensidade, em que o organismo trabalha próximo à sua capacidade máxima (acima de 80% da frequência cardíaca máxima), com períodos curtos de baixa intensidade —o descanso, que pode ser parado ou ainda em movimento (ativo), fazendo um exercício "mais leve". Por exemplo: você corre 40 segundos em alta intensidade e caminha por 20 segundos, aí repete isso até completar 15 minutos de treino.


O aumento e a redução na frequência cardíaca estimulados pelo treino intervalado de alta intensidade geram uma série de adaptações no organismo, que oferece diversos benefícios à saúde e a melhora do condicionamento físico geral.

Queima mais calorias e gordura Apesar de a quantidade de energia gasta durante a sessão de HIIT nem sempre ser alta por conta da curta duração dos treinos, a história é bem diferente nas horas após o exercício devido ao efeito Epoc, sigla em inglês para consumo excessivo de oxigênio pós-exercício. Isso porque é durante o processo de reparação após o esforço que o organismo passa a ter um maior gasto de oxigênio (e calórico) para se reestabelecer, voltar à sua temperatura, repor os estoques de glicogênio muscular, eliminar metabólitos, reparar a musculatura...

Um estudo da USP mostra que um tipo de protocolo de HIIT baseado em sprints de 30 segundos na intensidade máxima apresentou um gasto calórico 137,5% maior em relação ao exercício contínuo de intensidade moderada nas três horas seguintes após o fim da sessão. Outra análise, publicada no British Journal of Sports Medicine, comparou os efeitos de um treino contínuo de intensidade moderada e um HIIT por quatro semanas e concluiu que o treino intervalado proporcionou uma redução 29% maior na massa gorda absoluta. Portanto, esse tipo de atividade é realmente interessante para entrar na rotina de quem precisa emagrecer, desde que com liberação médica e orientação profissional.

Prof: Marco Turrini

CREF: 125340G/SP

Fonte: internet





9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo